: Mais Magazine:: Comentários: 0
Böllinghaus Steel

Fundada em 1889 sob a designação de Remscheider Walz- und Hammerwerk Böllinghaus & Co. KG, a Böllinghaus Steel continua a ser gerida com sucesso pela quinta geração. São mais de 130 anos de história e milhares de clientes satisfeitos em todo o mundo. Especialista em perfis de aço inoxidável, a Böllinghaus Steel produz perfis de alta qualidade seguindo rigorosamente os reconhecidos padrões internacionais. Fique a conhecer nesta edição da Mais Magazine o império Böllinghaus Steel, cujo coração produtivo bate em Vieira de Leiria, há 25 anos.

A primeira fábrica de laminagem entrou em funcionamento em Remscheid, em 1839, tornando este território alemão numa cidade industrial em rápido crescimento, com foco na produção de ferramentas. O boom metalúrgico era tão tentador que até mesmo Hermann Diederich Böllinghaus, um bem-sucedido talhante de Remscheid, decidiu criar uma segunda fonte de rendimentos: construiu uma fábrica de laminagem, que começou a funcionar em 1889. O objetivo da Remscheider Walz- und Hammerwerke Böllinghaus & Co. era fornecer vários perfis de aço fundido, refinado e macio para o fabrico de ferramentas, bem como limas batidas feitas de aço fundido e aço macio. Böllinghaus era um empreendedor, um pioneiro industrial. Contudo, este homem obstinado precisava de pessoas com ideias semelhantes e conhecimentos técnicos: Johann Ludwig Härtel, conhecido por “Louis” e bisavô do atual sócio da Böllinghaus, Hartwig Härtel, tornou-se o seu especialista comercial. Juntos, Böllinghaus e Louis Härtel, construíram uma empresa próspera, cuja primeira patente para a produção de aço para brocas foi concedida em 1905. Em 1908, Böllinghaus já tinha quase 60 funcionários.

Hoje, 113 anos depois, a empresa familiar alemã é administrada pela quarta e quinta geração da família Härtel. Em parceria, Hartwig Härtel e Nina Härtel, sua filha, guiam o império da empresa de aço inoxidável, titânio e ligas de níquel. Quer seja para a indústria química, para os setores de engenharia mecânica ou para dispositivos médicos, a Böllinghaus Steel dispõe de perfis em aço inoxidável para as aplicações tecnicamente mais exigentes, padronizados segundo normas internacionais.

No seu portefólio a empresa inclui perfis de aço inoxidável retangulares, quadrados e hexagonais, laminados a quente e estirados a frio, que exporta já para 33 mercados em todo o mundo.

De Remscheid para o mundo: A empresa tradicional Böllinghaus Steel

A decisão de deslocar a empresa da Alemanha para Portugal ocorreu em 1996. Compreender o percurso da Böllinghaus Steel é saber que a empresa alemã vivenciou alguns dos momentos mais impactantes da história mundial. Após mais de 40 anos de divisão do país, na sequência da derrota sofrida na segunda guerra mundial, o ano de 1990 trouxe consigo a reunificação alemã e a abertura da Europa de Leste. Contudo, o boom da unificação de outros setores económicos não se fez sentir na indústria do aço e, em particular, para a Böllinghaus Steel. A mão-de-obra era demasiado cara e ineficiente em comparação com os padrões internacionais, e não havia espaço para expansões da fábrica na densamente urbanizada Remscheid. Enquanto o seu pai, envelhecido, se ia retirando do negócio, Hartwig Härtel teve que admitir, por volta de 1994, que a produção exclusiva na Alemanha já não conseguia manter viva a empresa. No auge da crise, o então gestor júnior da Böllinghaus Steel lembrou-se de ter visitado a Fábrica de Aços Tomé Feteira, na cidade portuguesa de Vieira de Leiria, em 1989. Esta fábrica com o seu trem de laminagem contínuo de última geração, que podia produzir muito mais barato do que um laminador alemão, tinha, entretanto, ido à falência. Para Härtel esta foi a oportunidade empresarial de uma vida e, após examinar cuidadosamente outra opção de compra na Bélgica, a Böllinghaus adquiriu as instalações da falida fábrica portuguesa em 1996, que se tornou a primeira (e até agora única) unidade industrial em Portugal que se dedica a transformar aço inoxidável. Nasceu assim a Böllinghaus Portugal – Aços Especiais, Lda., que se tornou mais tarde uma sociedade anónima, vindo depois a adotar a designação atual de Böllinghaus Steel, SA.

Böllinghaus Portugal – Aços Especiais: 25 anos de sucesso

O trabalho na fábrica começou com apenas um gestor de recursos humanos, que já lá trabalhava há muito tempo, e sete ou oito pessoas. Uns meses mais tarde, já havia 25 funcionários na folha de pagamentos. No início de 1997, o volume de negócios da Böllinghaus tinha triplicado face aos três anos anteriores, principalmente devido à produção em Portugal. Entretanto, 70 por cento da produção já era exportada, enquanto em 1995 a exportação se tinha situado nos 35 por cento. O portefólio de produtos tinha-se focado cada vez mais nos aços inoxidáveis, que agora representavam cerca de metade do volume de negócios total.

Aproximava-se gradualmente a viragem do milénio e a produção em Portugal continuava a crescer com cada vez mais funcionários. Entretanto, a capacidade em Vieira de Leiria tinha sido aumentada para mais de 8.000 toneladas por ano. Valor impressionante em comparação com a produção de 2.500 toneladas de Remscheid, antes da era portuguesa.

Hoje, 25 anos depois, o sucesso desta aposta em território nacional é inquestionável. Na fábrica em Vieira de Leiria, são processados vários milhares de toneladas de aço por ano. Com duas linhas de laminagem – a quente com uma capacidade de produção anual de 22.000 toneladas, bem como duas linhas de estiragem a frio com a capacidade anual de 10.000 toneladas, a empresa produz, lamina e estira perfis especiais e padronizados com elevada qualidade.

Avançar para o futuro: Böllinghaus investe em Portugal

Recentemente, a Böllinghaus Steel investiu cerca de 22 milhões de euros na construção de um novo trem de laminagem, na sua unidade de produção, em Vieira de Leiria, dando assim mais um passo na sua trajetória de crescimento e inovação. A instalação do novo equipamento, afigura-se como um marco para toda a empresa no que respeita à produção e comercialização de barras de aço inoxidável. O trem de laminagem vai permitir à unidade de Vieira de Leiria responder rapidamente às exigências de cada cliente e oferecer soluções à medida.

Com o novo equipamento, a Böllinghaus Steel ambiciona otimizar ainda mais o portfólio de produtos de alta qualidade e lançar bases para continuar a crescer. O novo equipamento cumpre os mais elevados padrões em termos de uso de energia e de sustentabilidade no processo de produção e vai substituir o atual, em laboração há várias décadas, garantindo um salto tecnológico para o futuro e um aumento na capacidade de produção da empresa.

Os trabalhos de construção foram iniciados no local, em maio de 2021 e, em novembro deste ano, a estrutura de conversão deverá ser entregue e instalada num novo pavilhão de laminagem, podendo entrar em funcionamento na viragem do ano 2021/22. Na segunda fase do projeto, em 2022, será instalado e colocado em funcionamento um novo forno de aquecimento de biletes. Por fim, em 2023, será montado o trem de laminagem contínua de última geração com seis armações – como extensão da fábrica existente atrás da atual armação de laminagem.

Graças a estas adaptações e expansões, o futuro da fábrica portuguesa e da Böllinghaus em geral está repleto de oportunidades. Este novo investimento abre uma série de novas áreas de negócio para a empresa, que poderá passar a fornecer aços planos, quadrados e hexagonais trefilados em dimensões maiores.

A par e passo com a qualidade e inovação

O nome Böllinghaus Steel é sinónimo de perfis de aço inoxidável de alta precisão, produzidos de acordo com padrões internacionais e de comprovada qualidade. Com mais de 130 anos de experiência, a empresa combina o conhecimento com as enormes possibilidades tecnológicas da atualidade, para a melhor qualidade dos seus produtos e maior satisfação do cliente. Com uma produção inteiramente concentrada em Portugal, a empresa dispõe de uma vantagem na garantia de qualidade e de processos eficientes e sustentáveis. Com materiais provenientes quase exclusivamente da Europa, a empresa assegura que toda a cadeia de produção cumpre os mais rigorosos padrões em termos de garantia de qualidade, condições de trabalho e sustentabilidade ecológica. Prova disso, são as inúmeras certificações que a empresa continua a obter, que atestam a sua conformidade com as atuais normas do setor. Assim, a empresa alemã detém certificados de acordo com a AS/EN/JISQ 9100, o padrão de qualidade da indústria aeroespacial. Além disso, a Böllinghaus Steel também cumpre os requisitos de importantes normas internacionais. A estas pertencem, entre outras, ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001, PED e AD 2000-W0.

União, uma característica constante

Atualmente, a Böllinghaus proporciona emprego a mais de 250 trabalhadores em Portugal, para além dos proporcionados na Alemanha, EUA e Itália, o que faz da empresa a maior entidade patronal da região em torno de Vieira de Leiria. Com uma cultura empresarial caracterizada pelo contacto, profundamente humano – algo que vai além das fronteiras culturais-, a empresa gerida por Hartwig e Nina Härtel é ainda um distinto exemplo de responsabilidade social. No início de 2021, a Böllinghaus doou cerca de 55.000 euros ao Centro Hospitalar de Vieira de Leiria em forma de agradecimento pelo excelente trabalho do corpo clínico, que, desde o início, combateu com grande empenho e competência a pandemia do Coronavírus, na cidade onde se encontra a fábrica Böllinghaus. Esta cultura empresarial de solidariedade mútua não se limitou a garantir que a pandemia tenha vindo a ser dominada até à data. É também a fonte comum de força sobre a qual vale a pena refletir, especialmente em tempos difíceis.

O apoio a eventos, organizações e projetos locais é também algo muito importante para empresa, que também apoia ativamente a “Associação de Proteção à Criança” em Hilden, promove as “Jornadas de Jazz” na cidade e participa no “Hildanus Run”. Sucesso, perseverança, qualidade, dedicação e prestígio. São estes os valores que norteiam a Böllinghaus e que com ela avançarão para o futuro. Hoje, a empresa orgulha-se de poder olhar retrospetivamente para uma tradição de mais de 130 anos na produção de aço. Graças ao seu empenho, orientado permanentemente para os interesses do cliente e para o compromisso de oferecer a máxima qualidade, em 132 anos a empresa alemã tornou-se um protagonista confiante no setor do aço inoxidável. Com o seu coração produtivo a bater em Vieira de Leiria há 25 anos, hoje a empresa é tão portuguesa como alemã.

Leave a Comment