: Mais Magazine:: Comentários: 0

Foi em 1874 que o caminho da Topázio começou a ser traçado por Manuel José Ferreira Marques que, numa pequena oficina, fundiu um fio de ouro e pelas próprias mãos desenhou, deu forma e criou a primeira joia. Hoje, a empresa é uma marca conceituada na criação de obras de arte em ouro e prata, reconhecida pela sua qualidade e prestígio. Para melhor conhecermos o universo da empresa centenária estivemos à conversa com José Seca, administrador, que nos revelou a grande mais-valia da Topázio: os seus trabalhadores.


Desde a sua criação e até ao início do século passado a Topázio centrou a sua atividade na produção de artigos de ouro, alargando a partir dessa data a sua produção a artefactos de prata, onde se incluíam os faqueiros, pelo único método de produção até então conhecido, a fundição. Na década de 40 a Topázio inovou, substituindo o processo de fundição por estampagem, conseguindo assim obter uma maior funcionalidade e qualidade dos seus faqueiros em prata. Durante a década de 60, já com uma clara supremacia no mercado nacional, a Topázio iniciou a sua incursão no mercado internacional com a participação em diversas feiras e exposições internacionais do setor. As vendas para o mercado internacional mantêm-se hoje ainda muito relevantes, representando atualmente cerca de um terço do seu volume de faturação.

Hoje, a Topázio apresenta-se como uma marca premium de objetos de prata e metal prateado, onde a qualidade do fabrico artesanal, aliada ao design, permite criar peças intemporais e exclusivas.

Com um vasto portefólio de peças em loja, a Topázio mostra-se jovem e dinâmica, mas com o know-how de longa data, herança das anteriores gerações da família. Para além da venda de peças de decoração, cutelaria, joalharia e Art de la Table, a Topázio tem ainda disponíveis diversos serviços, como é exemplo o serviço de manutenção e restauro. “Na Topázio entendemos que a responsabilidade para com o cliente não se esgota na concretização da venda. Por isso, apoiamos o cliente com a disponibilização de serviços, tais como restauro e manutenção, que permitem restituir aos artigos o brilho e glamour originais, assegurando também a sua durabilidade”, assume José Seca. Para além disso, para a manutenção das peças de prata, a marca disponibiliza também o acesso a uma gama completa de produtos de limpeza e conservação.


Tradição e inovação
A joalharia portuguesa faz-se de diversidade. Das oficinas tradicionais à indústria inovadora, do design clássico ao contemporâneo. Acompanhar as tendências do mercado é imperativo para a empresa que aposta nas mais recentes inovações, por forma a atingir o seu principal compromisso: satisfazer os seus clientes. “A qualidade dos nossos produtos é, indiscutivelmente, uma vantagem competitiva da Topázio, que lhe permite fidelizar os seus clientes mais exigentes, nos mercados nacionais e internacionais”, assume José Seca. O processo artesanal permite à Topázio produzir artigos personalizados, feitas à medida e com total liberdade de conceção. Todas as peças são marcadas com a punção Topázio como selo de confiança, que garante ao consumidor a qualidade das peças e dos materiais nelas utilizados. A permanente atenção na conceção e desenvolvimento de novos produtos que correspondam às expectativas dos seus clientes é fundamental para a empresa continuar a merecer a confiança de milhares de consumidores.


Artesãos são mestres na criação

A par da necessária atualização de processos e equipamentos, a produção da marca, preserva ainda as técnicas e métodos de produção tradicionais, maioritariamente manuais, contando com a experiência e mestria de uma grande equipa de artesãos, que trabalham individualmente cada peça. “O carácter manual com que os nossos artistas executam cada uma das peças é, em si mesmo, um fator diferenciador, que merece a preferência dos clientes mais exigentes, pois confere a cada peça uma singularidade genuína e autêntica”, afirma o interlocutor. A extrema dedicação dos artesãos da Topázio, aliada ao saber fazer e experiência transmitidos de geração em geração, permitem-lhes, com a paixão e emoção que colocam em tudo o que fazem, transformar uma simples chapa de prata, moldando-a e esculpindo-a até obterem peças luxuosas e distintas, autênticas obras de arte. “O principal ativo da Topázio, são sem dúvida os seus trabalhadores, todos de uma forma geral, mas em particular os seus artesãos, que fazem a alma da Topázio. São eles quem, pela qualidade que garantem na execução das peças, asseguram que os clientes mais exigentes mantenham uma preferência pela Topázio, que continua a ser uma referência na produção de peças de prata”, assume.




Topázio no seu Natal

Com diversos produtos em portefólio, que se caracterizam pela qualidade e originalidade, a Topázio tem peças para todos os gostos. Numa altura em que se aproxima o Natal, José Seca deixa algumas sugestões para surpreender quem mais gosta, com “artigos para todas as idades e para todos os gostos”. É o caso do “presépio Galileia feito em metal prateado”, claramente uma peça de destaque nesta época festiva. “Uma excelente escolha será também o Conjunto de Gin Bridge, perfeito para oferecer nesta ocasião especial. Se quisermos uma peça de destaque na mesa de Natal, o Bombonier Leaves dourado, com exterior em prata branca e o interior em banho de ouro, será com certeza o foco das atenções.” Os mais novos não são esquecidos com o “Mealheiro Circus, em forma de balão de ar quente, com esfera em porcelana e base em metal prateado”, uma peça evocativa do imaginário infantil e “uma ótima prenda para os mais pequeninos.”

Seja na época natalícia ou fora dela, na Topázio há sempre a garantia de qualidade e autenticidade. Por forma a continuar a jornada iniciada há 147 anos, a empresa promete continuar a apostar na inovação, bem como na oferta dos produtos clássicos e intemporais. Sempre com a preocupação de assegurar níveis elevados na qualidade das suas produções e serviços e de satisfazer os milhares de clientes que depositam toda a confiança e preferência na marca centenária.

Leave a Comment