: Mais Magazine:: Comentários: 0

Surgiu em 1976, ainda a revolução ia no adro e as marcas desportivas estrangeiras eram uma miragem. Marchou contra a corrente, surfou a onda e lançou uma marca de roupa desportiva cem por cento portuguesa. Ao longo das décadas manteve um conjunto de valores associados à qualidade e elegância desportiva, procurando posicionar-se como uma marca de vestuário de referência internacional. Apresentamos-lhe a Mike Davis, pela voz do CEO Luís Aranha.

Ainda hoje há quem vista roupa da marca Mike Davis e não saiba que ela é cem por cento portuguesa. Ou que nasceu no Clube de Ténis da Foz, no
Porto, numa tarde de 1976, quando três amigos amantes do ténis, do windsurf e da vela decidiram aproveitar a onda revolucionária que o país vivia para lançarem uma marca de roupa desportiva que fosse tão moderna e apelativa como aquelas que ainda só se viam nas revistas internacionais. Os primeiros anos foram marcados por uma grande ligação a desportos como o ténis, o windsurf, o surf, o golf, a vela e o horseball, desportos que representam o ADN da marca Mike Davis, o casual sport, que integra toda a ousadia de ser diferente, com atitude e com uma energia especial.
Como muitas outras marcas e empresas, a Mike Davis teve um período de ascensão e grande implantação em Portugal, através de uma rede de distribuição centrada no retalho de multimarca, mas entrou em estagnação e mais tarde em decadência, com o acumular de problemas resultantes das crises económicas de 2003 e 2011. Em 2013 Filipe Soares Franco e Luís Aranha pegaram na marca e, com uma estratégia de crescimento bem definida, estabeleceram metas ambiciosas. Este crescimento viria a ser interrompido por vários acontecimentos negativos,
em particular os últimos dois anos de restrições fruto da Covid 19. No entanto, nunca deixou de investir na sua imagem e é hoje uma das marcas portuguesas mais procuradas pelos jovens.
Fortalecendo a sua identidade de marca casual sport, com um operacional fortemente ligado aos desportos de elite, a marca Mike Davis entra num novo processo construtivo com o intuito de fortalecer o seu posicionamento médio/alto. A nova forma integrada de trabalhar as coleções de homem e senhora, a qualidade das matérias-primas e o incremento da produção nacional (95% made in Portugal) continuam a ser alguns dos principais diferenciais da marca portuguesa.

Reforçar a posição competitiva

Com o intuito de reforçar a sua presença no mercado nacional, a Mike Davis conta com uma nova morada em Lisboa, recentemente inaugurada no centro comercial Saldanha Residence. A abertura de novos espaços tem como objetivo reforçar a posição competitiva da Mike Davis em Portugal, como confessa Luís Aranha: “Durante os quase dois anos da Covid-19 abrimos muitas lojas novas de rua, mas também em centros comerciais, que acarinharam a nossa presença e criaram as condições para podermos investir no nosso negócio com parâmetros de rentabilidade aceitáveis. O Saldanha Residence é um exemplo desta nossa estratégia de diversificação da distribuição”. O novo espaço surgiu com um novo conceito de loja que aposta numa organização espacial mais clean e funcional com o propósito de melhorar a experiência de compra do cliente. A simplicidade da exposição para permitir às peças de vestuário assumirem todo o protagonismo é um dos pilares da estratégia que pretende po sicionar a Mike Davis como uma marca de referência. “O conceito das lojas Mike Davis está permanentemente em
evolução e acompanha também a evolução da estratégia de produto. Em 2021 abrimos várias lojas, a última no centro comercial Ferrara Plaza, em Paços de Ferreira, sendo que cada loja representa um espaço onde o produto assume protagonismo e onde o nosso cliente pode sentir a paixão e a energia da marca”.
Conforto e personalidade fazem parte do ADN da Mike Davis, acompanhando a marca ao longo dos seus 45 anos de história. Retomar o crescimento em 2022, quer através da expansão das lojas físicas, quer pela via da loja online e da criação de novas parcerias são alguns dos objetivos a alcançar, a que se somam muitos mais: “Em 2022 iremos reforçar o capital com a entrada já confirmada de novos parceiros financeiros, o que nos permitirá manter o crescimento e a rentabilidade da operação”, afirma Luís Aranha, que não terminou a entrevista sem deixar uma nota de louvor a toda a equipa Mike Davis: “Sem a paixão e a dedicação de todos os colaboradores, nunca poderíamos ter sobrevivido a estes anos, marcados pela Covid-19 e por outros incidentes. As empresas são feitas de pessoas e são elas a razão de ser das empresas.”

Leave a Comment